Países começam a exigir dose de reforço na vacinação de Covid-19 devido à variante ômicron

21
Países começam a exigir dose de reforço na vacinação de Covid-19 devido à variante ômicron
 gif-ppvex-online-OK.gif

A variante ômicron segue causando tristes recordes pelo mundo. Desde o primeiro dia de 2022 são registrados mais de 2 milhões de casos por dia. Nesta sexta-feira, 7 de janeiro, o número chegou a 2,9 milhões de pessoas infectadas.

Os dados são do site Our World in Data, vinculado à Universidade de Oxford.

A OMS informou que as infecções por Covid-19 aumentaram 70% na semana passada alertou que a única saída para conter a disseminação da variante é ampliar a vacinação.

Ainda segundo a OMS, entre 27 de dezembro e 2 de janeiro houve 9,5 milhões de contágios em todo o mundo, quase o dobro dos recordes semanais anteriores. O número de óbitos caiu para quarta semana consecutiva, para 41 mil.

Europa Volta a Ser o Epicentro da Covid-19

Com a disseminação da variante ômicron, a Europa voltou a ser o epicentro da pandemia de covid-19 e concentrou mais da metade dos casos (5,3 milhões) e mortes (22 mil) mundiais.

O aumento de novos casos foi de 100% na América e de 65% na Europa. As mortes por covid-19 baixaram 18% e 6% nas duas regiões, respectivamente.

De acordo com a OMS, as mortes diminuíram 7% no sul da Ásia, mas os novos contágios aumentaram 78%.

Na África, onde a ômicron foi detectada pela primeira vez, as infecções subiram apenas 7%, o menor percentual, mas as mortes cresceram 22%.

Países aumentam restrições

Países Endurecem Medidas

Com tantos casos causados pela variante ômicron, vários países estão aumentando as restrições

Na Alemanha, o acesso aos restaurantes será limitado a pessoas totalmente vacinadas ou recuperadas, que deverão apresentar teste negativo para covid-19. Quem tomou dose de reforço será dispensado do teste.

O período de quarentena passará de 14 para 10 dias. E pode ser reduzido para 7 dias se não houver sintomas ou a pessoa apresentar teste negativo. Reuniões privadas de vacinados e recuperados continuarão liberadas apenas para 10 pessoas.

Dose de Reforço Será Exigida em Vários Países

Outros países vão considerar totalmente vacinadas apenas pessoas que tiverem tomado a dose de reforço.

Na ilha havaiana de Maui, por exemplo, restaurantes e academias de ginástica estão exigindo teste negativo ou prova da dose de reforço. Sem o teste ou a vacina, os clientes só podem ficar nos restaurantes em mesas do lado de fora. Segundo jornais locais, a medida deve se estender em breve às outras ilhas.

Para o CDC, Centro dos EUA de controle e prevenção de doenças, podem receber o reforço vacinados após 5 meses da segunda dose da Pfizer, 6 meses da Moderna e 2 meses da Johnson & Johnson.

A França também está exigindo a dose de reforço para turistas acima de 18 anos. Para ter acesso ao passe sanitário que permite entrada em vários estabelecimentos como restaurantes, o turista deve ter tomado o reforço de 5 a 7 meses depois das doses usuais da vacina. A medida deve entrar em vigor no próximo dia 15 de janeiro.

Na Holanda também, a partir de fevereiro o único certificado de vacinação aceito será o que já tiver a dose de reforço.

E você, o que acha dessas medidas?

Países começam a cobrar dose de reforço

Para Saber Mais

Para ler outras notícias que publicamos recentemente, clique aqui.


Que tal nos acompanhar no Instagram para não perder nossas lives e também nos seguir em nosso canal no Telegram?

O Pontos pra Voar pode eventualmente receber comissões em compras realizadas através de alguns dos links e banners dispostos em nosso site, sem que isso tenha qualquer impacto no preço final do produto ou serviço por você adquirido.

Quando publicamos artigos patrocinados, estes são claramente identificados ao longo do texto. Para maiores informações, consulte nossa Política de Privacidade.