Confira quais são os melhores e piores resgates utilizando milhas

2
Confira quais são os melhores e piores resgates utilizando milhas
Crédito: Freepik
Banner-Livelo.png

Neste quarto capítulo da série “Cartões com cashback ou pontos”, o objetivo será mostrar os melhores e piores resgates utilizando milhas. Darei alguns exemplos de resgates valiosos com suas milhas mas também alguns resgates desastrosos.

Para quem está chegando agora, recomendo a leitura dos três episódios anteriores da série, que estão nos links abaixo:

Bem, agora vamos lá conferir quais os melhores e os piores resgates com milhas!

Resgate de Produtos

Um dos piores resgates possíveis é trocar suas milhas por produtos. Aliás, só não é pior do que deixar expirar seus pontos! Para evitar isso, utilize apps como o Oktoplus (gratuito) ou Award Wallet (pago), que te avisam quando os pontos ou as milhas estiverem próximos do vencimento.

Como todo mundo fala para não trocar milhas por panelas, o primeiro exemplo será para entender o por quê disso:

Confira quais são os melhores e piores resgates utilizando milhas

Dentro do Shopping Smiles, é possível encontrar uma Panela Sauté Grand 24cm, vendida pela Polishop, promocionalmente por apenas 19.793 milhas Smiles, visto que o preço normal era superior a 40 mil milhas. Se você for cliente do Clube Smiles ou possuir status Diamante, o preço é ainda menor: 17.814 milhas!

Bom, bastou apenas visitar o site da Polishop para verificar que essa mesma panela está à venda por R$284,89 à vista.

Ao dividir esse valor pelas 19.793 milhas, chegamos ao preço de R$14,39 o milheiro. Para clientes do clube ou Diamante, o preço é um pouco melhor, $15,99.

Mas, conforme mostrei no primeiro capítulo da série, o valor justo do milheiro é de R$20,00. Ou seja, se você consegue negociar seu milheiro por esse preço, é mais vantajoso vender suas milhas e comprar a panela na Polishop. Melhor ainda: comprar quando tiver uma promoção de compra bonificada, para melhorar ainda mais o valor líquido final da panela!

Conclusão: resgatar uma panela com suas milhas é um péssimo negócio, pois está entregando algo (milhas) que valem pelo menos R$20,00 por menos de R$16,00 ao Shopping Smiles.

E que tal resgatar um iPhone 13 128Gb Meia-noite com suas milhas?

Confira quais são os melhores e piores resgates utilizando milhas

No Shopping TudoAzul, esse smartphone está custando 557.219 milhas TudoAzul no parceiro Ponto, ou 501.497 se for do Clube TudoAzul, possuir status Diamante ou ter o cartão Azul Itaucard.

No site do Ponto, esse iPhone está custando R$6.299,00, mas com 10% de desconto à vista, ou seja, R$5.669,10. Dividindo esse valor pela quantidade de milhas, chegamos ao valor do milheiro de absurdos R$10,17 (ou R$11,30 com clube, status ou cartão). Um péssimo negócio, muito pior do que a panela!

Ainda que seja na cor vermelha, continuou sendo um péssimo negócio. Aliás, o iPhone é um dos produtos mais adquiridos em compras bonificadas, que permitem gerar um cashback de 20%, 30%, 40% ou até mais.

Confira quais são os melhores e piores resgates utilizando milhas

Conclusão 2: resgatar qualquer tipo de produto com milhas costuma ser um bom negócio… para os programas de milhas!

Resgate de Passagens Nacionais

Sem sombra de dúvidas, a melhor utilização de suas milhas é para resgate de passagens. Dependendo da situação, o valor do milheiro pode ser bastante interessante.

Veja a consulta abaixo de bilhetes de São Paulo a Recife numa determinada data: a Latam possui cinco voos diretos, sendo que os preços variavam de R$505,42 a R$2.234,42. Ao consultar no programa Latam Pass, os valores variavam de 17.500 pontos LP a 97.600.

Confira quais são os melhores e piores resgates utilizando milhas

Ao calcular o preço do milheiro de cada um dos voos, chegamos numa faixa entre R$12,28 e R$26,85 (descontada a taxa de embarque de R$35,52 em todos os voos com milhas).

Ou seja, se sua intenção era voar às 22h30m, o preço do milheiro a R$12,28 mostra que a decisão de emitir a passagem é tão ruim quanto trocar por panelas ou iPhones.

Em compensação, se você tivesse que voar no primeiro voo do dia, teria a opção de pagar R$505,42 ou resgatá-lo por 17.500 pontos LP + R$35,52 de taxas, que daria um milheiro de quase R$27. Nessas situações, é mais vantajoso emitir com milhas, pois é como se estivesse vendendo a milha por R$26,85 o milheiro, um bom preço.

Um benefício ainda oferecido aos clientes Elite da Latam Pass (Platinum, Black e Black Signature) é o desconto de 10% nos valores de resgates, de maneira que o valor do milheiro chegaria a quase R$30.

Resgate de Passagens Internacionais

O resgate de passagens para o exterior segue o mesmo raciocínio dos voos dentro do Brasil. Contudo, existem algumas raras exceções, também conhecidas como sweet spots, onde o preço do bilhete pagante é extremamente elevado, tornando o resgate com milhas bastante vantajoso.

Veja este bilhete de ida-e-volta de São Paulo a Doha, no Qatar, em classe executiva, no site da Latam Pass. Como o voo é operado pela parceira Qatar, o valor de resgate é fixo, conforme tabela fixa de parceiros do programa, custando 120.000 pontos Latam Pass o trecho, mais R$265 de taxas de embarque.

Quanto será que custa o bilhete pagante? O valor vendido pela companhia aérea é de R$49.508 (se fosse em classe econômica, o valor seria de R$13.045). Consultei em todos os meses do ano e o valor é sempre nesse patamar, com exceção nos meses de novembro e dezembro que, em virtude da Copa do Mundo, chega a ultrapassar os R$70 mil.

Considerando o valor da passagem ida-e-volta, deduzidas as taxas de embarque, sobraria um saldo de R$49.243 que, dividido pela quantidade de milhas (240.000), daria um milheiro da ordem de R$205. Esse sim é um resgate de valor!

Se simularmos o mesmo trecho em econômica, o total em milhas seria de 108.000, para um preço pagante de R$12.780, ou cerca de R$118 o milheiro. Essa tabela fixa com parceiros em classe econômica você pode encontrar neste link.

Mas eu recomendo que faça a opção pela classe executiva, a famosa QSuite, considerada a melhor do mundo. Veja esta avaliação da Isabela que recentemente experimentou e descobrirá por que ela é tão desejada!

Cenas dos Próximos Capítulos

O objetivo deste post sobre os melhores e piores resgates com milhas foi mostrar como podemos maximizar a utilização de nossas milhas, resgatando trechos que jamais teríamos condições ou coragem para pagar pelos bilhetes. É possível resgatar outros trechos com a Qatar, com destino à Europa (66.000 pontos LP) e Ásia Ocidental (84.000) ou Oriental (90.000).

Ou também é possível resgatar aqueles que considero meus preferidos, partindo do Brasil até a África do Sul (Joanesburgo, Cidade do Cabo, Seychelles, Zanzibar, etc.) por apenas 84.000 pontos, fazendo conexão em Doha. Voaria dois trechos na executiva da Qatar, pagando menos do que o valor para resgate de apenas um trecho até Doha (120.000).

Nos programas Smiles ou TudoAzul dificilmente conseguimos encontrar sweet spots como o da Qatar. No Latam Pass, é possível encontrar trechos para voar aos EUA pela companhia Delta (57.000 pontos LP em econômica e 90.000 em executiva), cujo valor do milheiro também se torna interessante.

Mas existem outros programas onde a possibilidade de sweet spots é muito maior, e é justamente um desses programas que irei abordar na próxima semana.

Tome Nota

Se você ainda não conhece a executiva da Qatar, nunca é demais repetir para que você resgate essa experiência. Garanto que será inesquecível!

E aproveite enquanto essa tabela permanece fixa nesse valor, pois algumas vezes já foi cogitada de que ela poderia ser reajustada. Provavelmente você não conseguirá fazer a emissão pelo excelente site da Latam (contém um pouco de ironia) e terá que recorrer à ótima central de atendimento (novamente), mas o esforço é recompensador!

Para Saber Mais

Para ler outros artigos da nossa série Beabá dos Pontos, clique aqui.


Que tal nos acompanhar no Instagram para não perder nossas lives e também nos seguir em nosso canal no Telegram?

O Pontos pra Voar pode eventualmente receber comissões em compras realizadas através de alguns dos links e banners dispostos em nosso site, sem que isso tenha qualquer impacto no preço final do produto ou serviço por você adquirido.

Quando publicamos artigos patrocinados, estes são claramente identificados ao longo do texto. Para maiores informações, consulte nossa Política de Privacidade.