Polêmica! O cartão XP Visa Infinite vale a pena ou não?

9
Polêmica! O cartão XP Visa Infinite vale a pena ou não?

Vamos falar sobre a polêmica que está em polvorosa em todas as redes sociais essa semana? O cartão XP Visa Infinite vale a pena ou não?

Pois bem, tudo começou com a publicação de Guilherme Benchimol, fundador e CEO da XP Investimentos, no seu perfil no Linkedin, a criticar as altas taxas de juros e os programas de pontos dos cartões de crédito tradicionais.

O post teve como finalidade divulgar o novo cartão lançado pela empresa e causou uma enorme repercussão. Ao criticar os concorrentes, incomodou e suscitou comentários contrários de executivos de grandes empresas, inclusive do Itaú Unibanco, que possui 40,52% do capital da XP.

Convidamos nossos concorrentes a acabarem com taxas de anuidade, reduzirem juros e oferecerem benefícios cuja escolha seja do cliente e não através de uma matemática complexa, onde muitos sequer entendem e acabam não utilizando completamente os benefícios.

Benchimol afirmou que, além de ter altas tarifas de anuidade, os juros cobrados nos cartões são altos e que os pontos gerados não se transformam em benefícios reais para os clientes ou expiram antes do prazo.

Após o post de Benchimol, Carlos Formigari, diretor executivo do Itaú Unibanco, disse na mesma rede social que:

A desinformação é um dos grandes problemas atuais e chegou ao segmento de cartões, e que precisa corrigir os equívocos publicados por um de nossos concorrentes sobre os benefícios associados aos cartões.

Além disso, defendeu os produtos do Itaú, ao destacar os programas de fidelidade e as diversas formas de utilização dos pontos acumulados.

No passado recente, o aumento da concorrência foi responsável por eliminar diversas taxas antes cobradas aos clientes que investissem em renda variável por corretoras e bancos, e também para títulos do Tesouro Direto e fundos de investimento e previdência.

Recentemente, a multiplicação dos bancos digitais que não cobram taxas de manutenção das contas correntes e a chegada do Open Banking, estão a provocar os bancos a oferecerem mais vantagens para não perder os seus clientes.

Os cartões sem cobrança de anuidade, também passaram a ser oferecidos para uma parcela maior de clientes, com menor exigência de gastos, renda ou investimento mínimo.

Foi nesse contexto que a XP Investimentos lançou o seu tão aguardado Visa Infinite. O cartão é isento de anuidade e tem sido oferecido aos clientes com investimentos a partir de R$ 50 mil na XP.

O limite do cartão é baseado nos investimentos dos clientes na XP e pode chegar a 85% do valor total investido. Além disso, o limite pode aumentar gradualmente com base no perfil de gastos mensais.

Entretanto, se acumular pontos é algo importante para você, o cartão não deve ter espaço na sua carteira, já que a XP não oferece um programa de pontos atrelado ao cartão.

Ao invés de pontos, os clientes receberão a partir de 1% de cashback em suas compras, na forma de Investback (os créditos recebidos não voltarão para a fatura do cartão ou para a conta da XP, mas para um fundo de investimento exclusivo).

Portanto, os portadores do cartão ficarão de fora das famosas promoções de transferências bonificadas de pontos que são constantemente oferecidas pelos programas de milhas brasileiros (LATAM Pass, Smiles, TudoAzul e TAP Miles&Go).

Mas isso quer dizer que o cartão é ruim?

Não necessariamente!

Tome Nota

Para quem possui o investimento mínimo de R$ 50 mil na XP, o cartão é um bom backup, apenas por ser um Visa Infinite gratuito. O que estou a dizer é que todos os benefícios relevantes desse cartão são oferecidos pela bandeira e não pelo emissor.

Os benefícios oferecidos pela bandeira são ótimos e podemos citar: Visa airport companion, seguros para atraso de bagagem, perda ou roubo de bagagem, atraso de embarque, cancelamento de viagem, perda de conexão, proteção para veículos alugados, emergência médica internacional, proteção de compras, proteção de preços, Free Valet, entre outros.

Dessa forma, não concordamos com a abordagem do CEO da XP!

Em um post que fiz para quem está começando no mundo dos cartões e pontos há quatro meses, eu disse o seguinte:

Recomendo fortemente que vocês troquem os seus cartões de crédito gratuitos que não acumulam pontos por algum que pontue, garanto que se usado de forma consciente, conhecendo as regras do jogo, cuidando da expiração dos pontos e aproveitando as promoções de transferências bonificadas, logo vocês também conseguirão fazer uma ótima viagem com as milhas acumuladas.

E aqui vale a velha máxima: “Não existe almoço grátis!”

Todos os melhores cartões de crédito do mercado cobram anuidade, porém sabemos que é perfeitamente possível manter todos eles isentos, seja por média de gastos, por relacionamento com o seu banco ou por negociação da anuidade pela central de atendimento ou SAC.

Portanto, não se iluda! Não caia no papo de ações de marketing como essa, que não correspondem à realidade!

O cartão XP Visa Infinite é um bom cartão para ser um backup, com alguma utilização pontual para aproveitar os seguros oferecidos pela bandeira, por quem não possui ou não pretende pagar por outro cartão Visa Infinite (ou buscar a sua isenção).

Porém, o seu pífio 1% de cashback, definitivamente, não vale a pena!

E vocês? O que acharam das minhas considerações? Acham que o cartão XP Visa Infinite vale a pena?