Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?

19
Viagem ao Hawaii sem salas Vip do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
 gif-ppvex-online-OK.gif

Hoje vou relatar para vocês uma situação curiosa que passei na minha viagem ao Hawaii no mês de março, sem acessar nenhuma sala VIP dos programas LoungeKey ou Priority Pass, mostrando para vocês que devemos sempre ter outras opções de salas Vip, além desses programas.

Para começar, destaco que eu possuo acesso ao LoungeKey por meio do cartão Elo Diners Club, ao Priority Pass por meio do cartão American Express The Platinum Card americano e acesso ao Admirals Club por meio do status na aliança Oneworld e, mais recentemente, por meio do cartão Citi AAdvantage Executive World Elite Mastercard, que será tema de um próximo post.

Aeroporto de Guarulhos

Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
Meus pequenos viajantes

Além dos acessos destacados acima, que me dariam direito a acessar os lounges do Banco Safra e da American Express (Priority Pass), eu também poderia acessar a sala do Mastercard Black, por meio do cartão AAdvantage Black do Santander.

A sala da Latam também seria possível acessar por meio do Dragon Pass, mas como só possuo 2 acessos gratuitos, por meio do cartão Ourocard Visa Infinite, essa opção foi descartada, tendo em vista que eu estava embarcando com a esposa e duas crianças.

Pois bem, meu voo com a American Airlines rumo a Miami partia às 11h da manhã e incrivelmente, os lounges da Matercard, da American Express e do Banco Safra só abriam após às 11h.

Dessa forma, a minha única opção foi a sala da American Airlines, que em minha opinião é a melhor sala do Terminal 3 de Guarulhos e já seria minha primeira opção mesmo, por possuir status na aliança e por estar voando com a American.

Como na data eu ainda não possuía o cartão Citi AAdvantage Executive, que confere acesso ao portador e à família imediata (cônjuge e filhos menores de 18 anos), eu já estava preparado para comprar um one day pass por $59 para minha esposa (com os créditos que eu possuo para esse fim no Amex TPC americano), já que o passe também dá direito aos filhos menores de idade.

Entretanto, apostei na cortesia da atendente em liberar as crianças sem custo, já que tenho direito a 1 convidado adulto, por meio do status na aliança Oneworld, e para minha surpresa, a atendente extremamente solícita, liberou as crianças sem maiores objeções. Ponto para a sala Vip da American.

Após mais duas horas de conforto e alimentação de qualidade, embarcamos rumo a Miami.

Aeroporto de Miami

Em Miami, tínhamos uma conexão relativamente longa para Las Vegas no Terminal D, que só possui as salas Vip da American (Admirals Club e Flagship Lounge) e o Centurion Lounge, da American Express, que nesse caso é bem inferior ao Admirals Club, em tamanho, qualidade do espaço e alimentação em geral.

Novamente, apostei na gentileza da atendente da sala, já preparado para adquirir um one day pass, que mais uma vez não foi necessário.

Ela ainda me disse que não poderia liberar as crianças no Flagship Lounge, que eu teria direito a acessar com um acompanhante, devido ao status na aliança, mas liberou a entrada de todos no Admirals Club, o que para mim foi mais uma grata surpresa. Mais um ponto para a American.

Aeroporto de Las Vegas

Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
Lounge da AMEX

Após ficarmos 3 dias em Las Vegas, seguimos viagem rumo a Honolulu, no Hawaii. Nesse aeroporto poderíamos acessar o Centurion Lounge, que é excelente, e o The Club LAS, única sala Vip disponível por meio do LoungeKey ou do Priority Pass, que é um lounge extremamente inferior.

Dessa vez, optamos pelo Centurion Lounge. Eu já conhecia o lounge, que mais uma vez foi a melhor escolha.

O lounge é bem amplo, confortável e com ótimas opções de alimentação. Inclusive pelo horário e tempo que passamos no lounge, pegamos ambos buffets de café da manhã e almoço, o que foi um ponto bastante positivo.

A vista do tarmac e das aeronoves na pista também é um ponto forte desse lounge.

Aeroporto de Los Angeles

Fizemos uma rápida conexão em Los Angeles no caminho para Honolulu, dessa vez voando Delta, portanto o Admirals Club não seria uma opção. Além do fato de que o lounge da American fica em outro terminal e não teríamos tempo hábil para nos deslocarmos até lá.

Por outro lado, poderíamos acessar o Delta Sky Club, por estarmos voando Delta, por meio do cartão Amex TPC. Entretanto, apesar da esposa possuir um adicional do cartão brasileiro, teríamos que pagar pelos acessos das crianças, o que não valeria a pena pelo curto tempo que ficaríamos no aeroporto de Los Angeles (LAX).

Incrivelmente, LoungeKey e Priority Pass, não possuem atualmente nenhuma sala Vip conveniada nesse aeroporto, o que é inacreditável para um aeroporto desse porte.

Aeroporto de Honolulu

Após uma semana no Hawaii, chegava a hora de voltar para casa. E para minha surpresa novamente, o aeroporto de Honolulu também não conta com nenhuma sala conveniada ao LoungeKey ou Priority Pass, o que é uma pena.

Durante esses dias no Hawaii eu apliquei e fui aprovado para o cartão mencionada acima, Citi AAdvantage Executive World Elite Mastercard, que confere acesso ao portador e à família imediata (cônjuge e filhos menores de 18 anos).

Como estávamos voando com a American rumo a São Paulo, acessamos o Admirals Club, cujo acesso por meio do cartão acima já refletia na minha conta AAdvantage, mesmo antes de receber o cartão físico.

Portanto, acessamos o Admirals Club de Honolulu sem problemas, lounge que é compartilhado com a JAL (Japan Airlines) naquele aeroporto, sem a necessidade de nenhuma cortesia por parte da atendente com relação às crianças.

Confiram algumas fotos desse lounge:

Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
Recepção
Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
Opções de alimentos
Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
Petiscos
Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
Frutas
Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
Estações de trabalho
Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
Mais estações de trabalho com impressora
Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
Mesas para refeições
Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
Área de descanso

Aeroporto de Dallas

Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?

Fizemos uma conexão no aeroporto de Dallas (DFW) na volta para São Paulo (GRU). Como chegamos em Dallas no começo da manhã, cansados de um voo desde o Hawaii e pelo fuso horário, e só partiríamos rumo a São Paulo à noite, reservei um quarto para day use no Hyatt Regency DFW, o que foi uma escolha muito acertada, já que o hotel é extremamente confortável e praticamente dentro do aeroporto.

Aproveitei também para testar os benefícios do status Explorist do World of Hyatt, recém adquirido por meio do status match feito com o status Gold do MGM Rewards, recém adquirido presencialmente em Las Vegas, por meio do status match com o status Diamond do Caesars Rewards.

Se você não entendeu nada disso, clique aqui para ler o post a esse respeito.

O hotel também oferece transfer (shuttle) entre o hotel e o aeroporto o dia todo e é bastante eficiente, praticamente não tivemos que esperar pelo micro-ônibus que faz o translado, nem na ida e nem na volta.

Confiram algumas fotos desse hotel:

Viagem ao Hawaii sem salas VIP do LoungeKey e Priority Pass! E agora?
Recepção do hotel
Quartos
Televisão e mesa de trabalho
Vista a partir do quarto

Como nossas malas foram direto para Guarulhos, já que a conexão era pouco inferior a 12 horas, pudemos acessar o Admirals Club tanto no desembarque, para o café da manhã, quanto no embarque à noite, antes do voo de volta.

A sala é bastante ampla e confortável, e ambos buffets estavam excelentes. A vista para o tarmac e das aeronoves na pista também é maravilhosa.

Confiram algumas fotos desse lounge:

Visa geral do lounge
Área de descanso
Estações de trabalho
Área de descanso
Sala de televisão
Bar ao fundo
Seleção de bebidas disponíveis
Petiscos
Opções de cereais
Pratos quentes
Opções de alimentos
Café e opções de chá
Sucos e refrigerantes
Frutas
Saladas
Espaço kids

Tome Nota

Eu resolvi fazer esse post a partir de uma constatação minha de que o acesso ilimitado e gratuito por meio do LoungeKey ou do Priority Pass, nesse caso, não teria valido de quase nada para nós.

Diante disso, decidi propor uma reflexão a vocês, pois muitas vezes supervalorizamos esses acessos, que são ótimos, mas não devemos ficar limitados apenas a eles.

O Admirals Club, para quem voa com a American, é um grande diferencial, especialmente para aqueles que como eu, evita viajar em classe executiva quando está com as crianças.

O Centurion Lounge da American Express também é muito interessante e pode ser utilizado pelos cartões American Express The Platinum Card emitidos no Brasil, portanto de relativo fácil acesso para quem nos acompanha aqui no Pontos Pra Voar.

O que vocês acharam do relato da minha viagem ao Hawaii sem salas Vip do LoungeKey e do Priority Pass?

Saiba Mais

Clique aqui para ler outras publicações sobre salas Vip no nosso site.


Que tal nos acompanhar no Instagram para não perder nossas lives e também nos seguir em nosso canal no Telegram?

O Pontos pra Voar pode eventualmente receber comissões em compras realizadas através de alguns dos links e banners dispostos em nosso site, sem que isso tenha qualquer impacto no preço final do produto ou serviço por você adquirido.

Quando publicamos artigos patrocinados, esses são claramente identificados ao longo do texto. Para maiores informações, consulte nossa Política de Privacidade.