Vai viajar pela Europa neste verão? Aperte os cintos!!!

8
PPV-Experience.gif

A recuperação da indústria da aviação na Europa, para a temporada de verão de 2022, está seriamente comprometida, frustrando quem está com planos de viajar! Como se tem visto pelos recentes episódios, amplamente noticiados na mídia, uma série de atrasos e cancelamentos têm ocorrido nos grandes aeroportos europeus, levando transtorno e aborrecimentos a milhares de passageiros.

Após dois longos anos de hibernação, a demanda por viagens de férias nesta temporada de verão europeu tem atingido números impressionantes, surpreendendo até mesmo grandes operadores aeroportuários, como Londres – Heathrow, que recentemente revisou positivamente a previsão do número de passageiros para o ano de 2022.

Todavia, este boom de demanda observado pelos aeroportos e companhias aéreas no velho continente não veio acompanhado da força de trabalho necessária para atendê-la.  Há claramente uma falta generalizada de mão-de-obra nos grandes aeroportos, aqui incluídos os serviços de imigração dos países, assim como nas companhias aéreas, para atender ao volume de viagens reprimido de duas temporadas de verão.

Estão, a cada dia, mais comuns os inúmeros relatos, em redes sociais, de longas filas de imigração em Lisboa, Madrid e Londres-Heathrow – superior a 3 horas de espera. Igualmente, estão ocorrendo cancelamentos em massa, por vezes de última hora, por parte das companhias europeias, deixando o passageiro sem qualquer assistência, não obstante previsão legal da União Europeia para tal (EC 261/2004).

De modo a contornar o problema, os aeroportos e companhias aéreas estão sendo obrigados a tomar medidas drásticas e criativas, tais como: cancelar e consolidar voos, remover assentos das aeronaves para poder operar com menos comissários de bordo, limitar o número de pousos e decolagens por dia, para citar alguns exemplos. O mais interessante, neste último caso, é o fato de haver a capacidade de infraestrutura aeroportuária para receber os voos, faltando tão somente pessoal para operar os respectivos equipamentos.

Não bastasse este já complicado cenário, os funcionários de diversas empresas aéreas europeias anunciaram paralisações para os meses de junho, julho e agosto, conforme noticiado recentemente, reivindicando melhores salários e condições de trabalho.

De fato, o panorama para viagens aéreas na Europa nos próximos meses não é nada promissor! Algumas medidas podem ser tomadas para evitar ou minimizar eventuais transtornos, tais como:

  • Confirmar o voo no próprio site da companhia aérea
  • Realizar o check-in online
  • Chegar com antecedência de 3 a 4 horas antes do voo no aeroporto

E, na eventualidade de algum cancelamento de última hora, documentar todo o ocorrido, inclusive com o recibo de gastos com alimentação e acomodação para posterior reembolso

Ah, por último, seja sempre gentil com os funcionários de atendimento das companhias aéreas no aeroporto! Eles estão ali para a ajudar (ou ao menos tentar!) e, em última análise, os problemas ora relatados não são causados por eles. No mais, se forem viajar pela Europa nesse verão, apertem os cintos pois a temporada promete muitas emoções! Boa sorte!!

Para Saber Mais

Para ler outras notícias sobre aeroportos que publicamos recentemente no Pontos pra Voar, clique aqui.


Que tal nos acompanhar no Instagram para não perder nossas lives e também nos seguir em nosso canal no Telegram?

O Pontos pra Voar pode eventualmente receber comissões em compras realizadas através de alguns dos links e banners dispostos em nosso site, sem que isso tenha qualquer impacto no preço final do produto ou serviço por você adquirido.

Quando publicamos artigos patrocinados, estes são claramente identificados ao longo do texto. Para maiores informações, consulte nossa Política de Privacidade.