Tripulações da Azul agora podem exibir piercings e tatuagens

4
Tripulação da Azul agora pode exibir piercings e tatuagens
Créditos: Azul
Banner-Livelo.png

Em uma mudança mais que bem-vinda, tripulações da Azul agora podem usar piercings nas orelhas e sobrancelhas e terem tatuagens à mostra nos braços e pernas. A flexibilização vale também para os funcionários dos aeroportos.

Segundo a Azul, a partir de agora, os pilotos e comissários podem usar piercings nas orelhas e sobrancelhas, exibir suas tatuagens nos braços e nas pernas e variar o estilo do cabelo – de cores a penteados. A companhia, seguindo as normas de segurança, ouviu as sugestões dos aeronautas para criação de um novo manual de uniformes e apresentação pessoal.

“Na Azul o uniforme dos pilotos e comissários compõe a experiência de voo das tripulações e dos clientes, além de ser pensado levando em consideração questões relacionadas à segurança.

 

Entendemos que algumas mudanças, sugeridas pelos próprios aeronautas, poderiam ser incorporadas para tornar o dia a dia do time mais confortável, respeitando o estilo e a personalidade de cada um”, explica Daniel Tkacz, vice-presidente de Operações da Azul.

Créditos: Azul

Além de mais modernas, as novas regras também estão mais bem alinhadas com a realidade brasileira. Agora, no embarque de voos domésticos, o uso do blazer pelos comissários de voo se tornou opcional – antes, era requerido o uso durante embarque e desembarque.

A boa notícia é válida inclusive para os times que trabalham nos aeroportos. Eles também tiveram seu estilo atualizado, priorizando o conforto no dia a dia em solo. Dentre as principais mudanças, o uso de tênis passou a ser permitido, bem como acessórios – incluindo piercing – e tatuagens à mostra. O uso do lenço, adereço que faz parte do uniforme, passou a ser opcional, priorizando o conforto e segurança do tripulante.

“Para o time de aeroportos, as mudanças foram pensadas para trazer mais conforto, priorizando sempre a segurança. A apresentação pessoal, tanto dos aeronautas, quanto do time de solo, faz parte do que é a Azul e queremos que todos nossos Tripulantes se sintam bem para exercer sua função da melhor maneira possível”, afirma Jason Ward, vice-presidente de Pessoas e Clientes da Azul.

Um comitê foi criado para, constantemente, analisar novas possibilidade de tornar as orientações de apresentação pessoal mais agradável e confortável para os times envolvidos.

Sem dúvida uma boa notícia e quem sabe a decisão da Azul não incentive outras empresas a fazer o mesmo. A título de curiosidade, a proibição de exibir piercings e tatuagens não era exclusividade da Azul, sendo prática comum em muitas empresas aéreas ao redor do mundo.

O que vocês acharam da decisão da Azul e das novas regras para as tripulações e equipes de aeroportos?

Para Saber Mais

Para ler outras notícias sobre empresas aéreas que publicamos recentemente no Pontos pra Voar, clique aqui.


Que tal nos acompanhar no Instagram para não perder nossas lives e também nos seguir em nosso canal no Telegram?

O Pontos pra Voar pode eventualmente receber comissões em compras realizadas através de alguns dos links e banners dispostos em nosso site, sem que isso tenha qualquer impacto no preço final do produto ou serviço por você adquirido.

Quando publicamos artigos patrocinados, estes são claramente identificados ao longo do texto. Para maiores informações, consulte nossa Política de Privacidade.