Beabá dos Pontos: O dicionário dos milheiros e os termos e expressões que você precisa conhecer

7
Beabá dos Pontos: O dicionário dos milheiros e os termos e expressões que você precisa conhecer

Assim como em qualquer outra área, os milheiros usam uma série de termos e expressões bem específicas que soam como grego aos novatos. Pensando nisso, decidimos criar o dicionário dos milheiros que traz a definição ou explicação de uma série de termos que nos deparamos a todo momento!

Vamos lá conferir o nosso dicionário dos milheiros!

  • Alianças aéreas – São grupos de empresas aéreas que, entre outras coisas, reconhecem os benefícios de um passageiro frequente de outra empresa aérea da mesma aliança. As três grandes alianças são: Oneworld, Star Alliance e Sky Team.
  • Bilhetes comerciais – São passagens pagas com dinheiro, nas quais você acumula milhas e trechos qualificáveis.
  • Bilhete prêmio – É aquela passagem emitida com milhas (ou pontos) e é também conhecida como bilhete award ou ainda passagem com milhas.
  • Check-in – É o fato de você confirmar a sua presença no voo, fornecer qualquer informação que ainda não esteja na reserva e, em alguns casos selecionar o seu assento. Sem o check in não se viaja e note que a expressão também se aplica para hotéis.
  • Check out – Significa o momento que você está pagando a sua conta e vai deixar o hotel para seguir viagem ou voltar para casa.
  • Classe de reserva – Está ligada à ao valor da passagem. As empresas dividem cada cabine de um voo em várias classes de reserva e cada uma delas têm um preço diferente, dentro da mesma cabine.
  • Classe de voo – Indica se você está voando em econômica, econômica premium, executiva ou primeira classe.
  • Companion pass – Benefício oferecido por alguns programas de milhas no qual você consegue emitir duas passagens pela quantidade de pontos ou milhas de um passageiro. Note que taxas e serviços são pagas para os dois passageiros.
  • Conexão – O termo conexão é usado para indicar que em uma viagem haverá troca de aeronave em um aeroporto intermediário antes de se chegar ao destino final. Por exemplo, para uma viagem entre São Paulo e Manaus o cliente faz conexão em Brasília, isto é, troca de aeronave.
  • Downgrade de cabine – O downgrade é o oposto do upgrade e acontece quando, por alguma razão, a empresa aérea muda a sua classe de viagem para uma abaixo daquela que você reservou.
  • Early check in – Quando você consegue entrar no seu hotel antes das 14:00h ou 15:00h. Normalmente é possível quando se tem status no programa de fidelidade do hotel.
  • Escala – Acontece nos casos em que há uma parada em um aeroporto intermediário, antes de se chegar ao destino final, mas você não desembarca da aeronave.
  • Hard product – Refere-se ao tipo de assento disponível nas aeronaves.
  • Hub – São os principais centros de distribuição de voos das empresas aéreas. Por exemplo, no caso da Azul o seu hub principal é o aeroporto de Campinas.
  • Late check out – Acontece quando você deixa o seu quarto no hotel no meio ou fim da tarde, bem além das 11:00h ou 12:00h. Assim como no early check in, isso acontece quando você tem status no programa de fidelidade do hotel.
  • Layover – Tempo de espera entre uma conexão e outra, isto é, entre um voo e outro.
  • Lista de espera – Normalmente quando um voo está lotado as empresas criam uma lista de espera. No caso de haver desistência, no show por exemplo, os passageiros da lista de espera começam a ser autorizados no voo.
  • Mattress run – É quando você planeja se hospedar por um determinado número de noites nos hotéis de uma determinada rede apenas para conseguir status no programa de fidelidade daquela rede.
  • Mileage run – Expressão extremamente comum entre os milheiros. Indica quando a pessoa faz um grande número de voos para conseguir atingir status no programa de fidelidade de sua preferência. As viagens são planejadas de forma a conseguir o maior número possível de trechos qualificáveis.
  • Milhas e pontos resgatáveis – São os pontos acumulados que podem ser convertidos em bilhetes prêmio
  • Milhas qualificáveis – São aquelas milhas que o cliente acumula e que irão contar para subir de um status para outro no programa de fidelidade.
  • No-show – Expressão usada para aqueles casos onde você não comparece para o voo. Dependendo das regras tarifárias do seu bilhete, você pode perder a passagem o terá a chance de remarcá-la para uma data futura.
  • Open Jaw – São bilhetes que permitem que o cliente chegue em um destino e parta a partir de outro. Por exemplo: você viaja de São Paulo para Lisboa e volta para São Paulo a partir do Porto.
  • PDA – Normalmente usado para se referir ao cartão de crédito do Grupo Pão de Açúcar. Esse não poderia faltar no dicionário dos milheiros!
  • Voo red eye – Expressão usada para se referir a voos noturnos.
  • Reserva on hold – Quando você faz uma reserva e ela não é concluída. Dependendo do programa esse status pode ser mantido por alguns dias e, no final do período, caso você não conclua a compra, a mesma é cancelada.
  • Resgate de passagem Interline – Quando pontos são usados para “comprar” um bilhete comercial. Os pontos são convertidos a um valor monetário e a partir daí uma quantidade X de pontos é usada para pagar o bilhete comercial.
  • Round the World (RTW) – Viagem ao redor do mundo. No mundo dos milheiros, normalmente, quer dizer uma viagem usando apenas milhas e não deveria faltar em nosso dicionário dos milheiros.
  • Skiplagging – O skiplaggging é quando você abandona uma parte de sua viagem. Por exemplo, você comprou uma viagem de Brasília para Porto Alegre via São Paulo, onde você desembarca e abandona o voo.
  • Soft product – Normalmente se refere ao atendimento e serviços recebidos durante a viagem. Inclui inclusive a alimentação.
  • Status em programa de fidelidade – Os programas de fidelidade têm vários status (níveis) e cada um deles oferece diferentes benefícios aos seus clientes. Para subir de um status para outro é preciso acumular milhas ou trechos qualificáveis.
  • Status match – É quando se usa o status em um programa de fidelidade para conseguir o mesmo status em outro programa.
  • Stopover – Termo empregado para designar uma parada intermediária na sua viagem. Por exemplo, quando você viaja de São Paulo a Paris e você faz uma parada de alguns dias em Lisboa antes de seguir viagem.
  • TPC – Refere-se ao cartão de crédito da American Express – The Platinum Card
  • Trechos qualificáveis – Dizem respeito exclusivamente a trechos voados com uma empresa aérea e servem, assim como as milhas qualificáveis, para subir de um status para outro no programa de fidelidade.
  • Upgrade de cabine – É quando você reserva a sua passagem em uma cabine, econômica por exemplo, e depois consegue mudar para a classe executiva.
  • Validade das milhas – Em todos os programas as milhas e pontos acumulados têm uma validade e esta pode variar dependendo do status do cliente no programa ou do tipo de clube que a pessoa assina. Em alguns programas, inclusive, as milhas nunca expiram desde que o cliente siga acumulando ou gastando-as de tempos em tempos.

Se você lembrar de alguma outra expressão que deveria fazer parte do dicionário dos milheiros, deixe sua contribuição nos comentários que iremos incluí-la no artigo.

Para Saber Mais

Para ler outros artigos da série Beabá dos Pontos, clique aqui.


Que tal nos acompanhar no Instagram para não perder nossas lives e também nos seguir em nosso canal no Telegram?

O Pontos pra Voar pode eventualmente receber comissões em compras realizadas através de alguns dos links e banners dispostos em nosso site, sem que isso tenha qualquer impacto no preço final do produto ou serviço por você adquirido.

Quando publicamos artigos patrocinados, estes são claramente identificados ao longo do texto. Para maiores informações, consulte nossa Política de Privacidade.