Beabá dos Pontos: Como acumular milhas em voos – Parte 1

2
Radar PPV – Resumo das promoções de acúmulo e transferência de pontos do dia 23 de maio
Banner-Livelo.png

Durante muitos anos, as viagens aéreas foram a principal forma de se acumular milhas. Embora isso venha mudando, voar ainda é parte importante da estratégia de muita gente.

Neste artigo da nossa coluna semanal Beabá dos Pontos, eu explico como funciona o acúmulo de pontos em viagens de avião! Vamos lá conferir os detalhes neste artigo?

Programas de Fidelidade

O ponto de partida para se acumular milhas em voos é se registrar nos programas de milhagens das empresas aéreas, que pode ser feito de forma gratuita.

Os principais programas nacionais são:

Mas em qual programa se registrar? Obviamente, nada impede que você se registre em todos eles. Porém é aconselhável dar preferência a um ou dois, pois assim é possível concentrar o acúmulo de pontos de tal forma a atingir o objetivo desejado mais rápido – leia-se passagens grátis.

Mas como escolher o programa? Se você mora em uma localidade que é servida por apenas uma empresa aérea, não há o que pensar. Registre-se nela!

Agora, se você vive em um grande centro, servido por todas as principais cias aéreas nacionais, veja qual ou quais te atenderão melhor em termos de preços e horários e cadastre-se em seus programas.

Classe Tarifária e Classe de Reserva

Antes de olharmos como é feito o acúmulo de passagens é importante entender a diferença entre classe tarifária e classe de reserva.

Classe de Reserva

As classes de reservas são as diferentes cabines que existem em um avião. Por exemplo, um avião como um B777-300 da British Airways é dividido em quatro classes:

  • Primeira (F)
  • Executiva (J)
  • Econômica Premium (W)
  • Econômica (Y)

As letras entre parênteses denotam cada uma dessas classes de reserva. E para deixar claro, quando eu me refiro a uma classe de reserva eu estou me referindo à cabine em que o passageiro viajará.

Classe Tarifária

Você já deve ter se dado conta que passagens em classe econômica, por exemplo, podem ter preços diferentes dependendo da data que você as compra. Via de regra, quanto antes você comprar, mais barato você pagará. E é aqui que entram as classes tarifárias.

A British Airways, por exemplo, têm as seguintes classes tarifárias:

  • Econômica: G, O, Q, V, S, N, M, L, K, H, B, Y
  • Premium Economy: T, E, W
  • Classe Executiva: I, R, D, C, J
  • Primeira Classe: A, F

Digamos que você tenha comprado a sua passagem com seis meses de antecedência e a sua classe tarifária é G. Dois dias antes da viagem, eu compro uma passagem para o mesmo voo que já está praticamente cheio e nesse caso a minha classe tarifária será a Y. Seguramente meu bilhete terá custado bem mais que o seu!

Mas e por que eu preciso saber a classe tarifária? Porque em muitas empresas aéreas isso irá determinar a quantidade de pontos que você irá acumular.

Normalmente, em algum lugar do seu bilhete, você encontrará a sua classe tarifária.

Métodos para Acumular Milhas

Até alguns anos atrás, a forma de se acumular milhas em voos era bem simples. A quantidade de milhas a ser acumulada era igual à distância voada. Porém, com o tempo isso mudou – para pior.

Hoje em dia, o acúmulo de milhas leva em consideração fatores como o valor do bilhete, a classe tarifária e a classe de reserva. Abaixo eu detalho os dois métodos mais comuns usados pelas empresas aéreas.

Acúmulo de Milhas Baseado no Valor do Bilhete

O Acúmulo de milhas baseado no valor do bilhete, inicialmente introduzido pelas empresas aéreas norte-americanas, é provavelmente o pior método para nós consumidores. Mas infelizmente, um dos mais populares hoje em dia.

Neste método a empresa pega o valor do bilhete pago, desconta todas as taxas e impostos e multiplica o que restou por um dado número que resultará na quantidade de milhas ou pontos a serem acumulados.

E o que é esse “dado número”? Esse número pode variar, por exemplo, com a classe de reserva, a classe tarifária ou o status do passageiro no programa de milhas da empresa.

Acúmulo de Milhas Baseado na Classe Tarifária

Neste cenário o valor pago define a classe tarifária do bilhete e a partir daí a empresa calcula quantas milhas você receberá como uma porcentagem da distância voada. Este modelo é um pouco mais generoso que o anterior no que diz respeito à quantidade milhas creditadas para o cliente.

Veja no exemplo abaixo como a British Airways usa esse modelo, sendo que Avios são as milhas no programa Executive Club da cia britânica:

  • Econômica super barata: Q, O, G – 25% dos Avios da distância voada
  • Econômica barata: K, L, M, N, S, V – 50% dos Avios da distância voada
  • Econômica flexível: Y, B, H – 100% dos Avios da distância voada
  • Premium economy mais barata: E, T – 100% dos Avios da distância voada
  • Premium economy flexível: W – 100% dos Avios da distância voada
  • Executiva mais barata: R, I – 150% dos Avios da distância voada
  • Executiva flexível: J, C, D – 250% dos Avios da distância voada
  • Primeira classe mais barata: A – 250% dos Avios da distância voada
  • Primeira classe flexível: F – 300% dos Avios da distância voada

Outros Fatores que Influenciam o Acúmulo de Milhas

Além dos fatores acima, as empresas aéreas usam alguns artifícios para turbinar o acúmulo de milhas dos seus clientes que têm status em seus programas de fidelidade ou que voam nas cabines premium.

Por exemplo, um cliente com status elite numa determinada empresa pode acumular 50% mais pontos sobre o valor base e, digamos, mais 100% sobre esse mesmo valor se estiver voando na classe executiva.

Por isso, é importante na medida do possível, manter-se fiel a uma determinada empresa. Mas não se preocupe, isso será assunto para um outro artigo num futuro próximo.

Tome Nota

No próximo artigo eu irei mostrar como funciona o acúmulo de milhas na Smiles (GOL), LATAM Pass (LATAM) e TudoAzul (AZUL), pois estes são os programas mais populares no Brasil.

Para Saber Mais

Clicando neste link você pode ler mais artigos sobre a nossa série Beabá dos Pontos.


Que tal nos acompanhar no Instagram para não perder nossas lives e também nos seguir em nosso canal no Telegram?

O Pontos pra Voar pode eventualmente receber comissões em compras realizadas através de alguns dos links e banners dispostos em nosso site, sem que isso tenha qualquer impacto no preço final do produto ou serviço por você adquirido.

Quando publicamos artigos patrocinados, esses são claramente identificados ao longo do texto. Para maiores informações, consulte nossa Política de Privacidade.