Sala VIP – Very Important sim, às vezes nem tanto…

13
Sala VIP - Very Important sim, às vezes nem tanto...
PPV-Experience.gif

Quem não gosta de iniciar uma viagem acessando o conforto de uma Sala VIP? Com certeza é o que a grande maioria busca ao escolher um cartão de crédito e cada vez mais pessoas têm acesso a esse benefício.

Além do acesso via cartão de crédito por meio das parcerias das bandeiras com diferentes programas que possuem salas em todo o globo, quem viaja em primeira classe e executiva também pode usufruir de bons momentos antes do voo, durante as escalas e até mesmo no desembarque.

Falando especificamente do acesso via cartões de crédito, temos observado as principais bandeiras consolidarem suas parcerias com diferentes programas, Visa com Dragon Pass, Mastercard com LoungeKey e esse movimento ficou ainda mais claro com o anúncio na última semana da migração da parceria da bandeira Elo para o Priority Pass.

Mas, com cada vez mais pessoas tendo acesso às salas, a retomada dos voos aos números pré-pandemia e a aproximação do período de férias com vários trechos extras já anunciados, será possível manter a qualidade dos serviços e o sossego nesses espaços até então considerados refúgios de tranquilidade nos aeroportos?

Temos visto que em alguns casos não. Relatos de lotação, restrição em horários de acesso e filas para entrar já podem ser vistos em todo o mundo, mesmo com a reabertura de vários lounges que ficaram fechados durante os períodos críticos da pandemia.

No Reino Unido, segundo o The Points Guy UK, muitos são os relatos de passageiros que não têm conseguido acessar diversas salas vips do país por meio do Priority Pass, em alguns casos até mesmo com os lounges aparentando não estarem tão cheios.

Além dos motivos referentes a oferta x demanda e a lotação nos horários de pico, acreditamos que exista uma ordem de hierarquia para o acesso. A prioridade são os passageiros que têm acesso garantido pelas companhias aéreas por meio da classe da tarifa ou pelo status mais alto com elas através de seus programas de fidelidade.

Depois vêm aqueles que fazem a reserva para um horário específico mediante o pagamento de uma taxa menor para utilização via Priority Pass e os que pagam pela entrada única. Esse valor, que pode chegar a £50 (aproximadamente R$ 325), é uma fonte lucrativa para as salas.

Por último nessa lista vem os membros do Priority Pass sem reserva, já que o valor pago para os operadores das salas por meio da parceria é menor.

Questionado sobre essa dificuldade de entrada dos membros do programa no Reino
Unido, o Priority Pass respondeu que está ciente dos transtornos e alegou que algumas salas estão operando com capacidade reduzida devido à falta de funcionários em todo o setor aéreo e a permanência maior dos passageiros, já que esses estão chegando mais cedo aos aeroportos e assim ficam mais tempo nas salas.

A empresa informou ainda que está trabalhando junto aos parceiros operadores das salas para solucionarem o problema e orientou os passageiros a sempre consultarem o aplicativo do programa sobre possíveis alterações de funcionamento e restrições nos horários de pico antes de se deslocarem para as salas.

No maior aeroporto do Brasil, Guarulhos, também já ocorreram restrições nos acessos via Priority Pass. Recentemente, o American Express Lounge e o Espaço Banco Safra alteraram os horários de funcionamento para os membros do programa, que agora só podem entrar nessas salas das 23h às 14h.

Com isso a entrada com a opção via benefícios de cartão de crédito se restringiu ainda mais no Terminal 3, já que atualmente não há nenhuma sala que possa ser acessada via LoungeKey.

Vale ressaltar ainda que esse aumento de demanda não é exclusividade do Priority Pass. Filas tem se formado no Latam Lounge, depois que esse passou a aceitar a entrada por meio da parceria com o Visa Airport Companion / Dragon Pass e não será surpresa caso horários diferenciados sejam também adotados.

As salas exclusivas para os clientes Mastercard Black e Bradesco também há tempos vêm apresentando uma lotação expressiva, segundo relatos de seus usuários.

Como alternativa, em Guarulhos é possível caminhar entre os terminais 2 e 3, onde existem outras opções, mas lembre-se que o tempo para esse percurso é de aproximadamente 15 minutos. Portanto, planeje-se para evitar correria desnecessária.

Poder esperar o seu voo no conforto de uma sala vip é uma experiência fantástica, mas caso encontre dificuldades de entrada, não deixe que a frustração do momento estrague a sua viagem!

E vocês, tem encontrado dificuldade de acesso às salas? Deixe aqui o seu relato.

Para Saber Mais

Para ler mais publicações sobre assuntos variados em nosso site, clique aqui.


Que tal nos acompanhar no Instagram para não perder nossas lives e também nos seguir em nosso canal no Telegram?

O Pontos pra Voar pode eventualmente receber comissões em compras realizadas através de alguns dos links e banners dispostos em nosso site, sem que isso tenha qualquer impacto no preço final do produto ou serviço por você adquirido.

Quando publicamos artigos patrocinados, esses são claramente identificados ao longo do texto. Para maiores informações, consulte nossa Política de Privacidade.